Notícias

Comissões municipais em sete municípios contemplados pelo projeto Quintais Ecoprodutivos são instauradas

Comissões municipais em sete municípios contemplados pelo projeto Quintais Ecoprodutivos são instauradas

Desde o mês de fevereiro, agentes Cáritas vem participando da mobilização de processos participativos para constituição das Comissões Municipais, que foram instaladas em sete municípios da Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Sul ; Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Escada, Sirinhaém, Moreno, Rio Formoso e Ribeirão, áreas de atuação do  projeto Quintais Ecoprodutivos, uma realização do Complexo Industrial e Portuário de Suape e execução da Cáritas Brasileira Regional NE2. 

Como metodologia de construção coletiva, o projeto convida a sociedade civil, igrejas, gestão municipal e lideranças comunitárias a participarem ativamente dos processos de indicação das comunidades que serão contempladas com as implementações, e acompanhamento dos processos.  As Comissões Municipais são espaços onde  essas  representações irão se reunir para debater os interesses e necessidades das famílias, com o objetivo de garantir a transparência e uma adequada distribuição dos quintais ecoprodutivos respeitando os critérios estabelecidos na seleção das famílias junto ao projeto.

“Tem sido muito importante a participação na Comissão Municipal, até porque nós ganhamos muitas informações, é uma aprendizagem a cada dia participar e estar presente neste projeto. Para a gente que trabalha com agricultura familiar e vive o dia-a-dia no campo, ainda não está implantado, mas o andamento do projeto está sendo muito bom e é sempre uma alegria quando chegam projetos como esse que vêm fortalecer a segurança alimentar de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade”, comenta o presidente do Conselho de Desenvolvimento Sustentável e do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Ipojuca, José Antônio dos Santos.

Após a formação de cada uma das comissões municipais e definição dos locais em que serão realizados os diagnósticos comunitários, o colegiado continua a se reunir para acompanhar a evolução do projeto e sugerir melhorias. 

 

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.