Notícias

Segunda etapa: Ação Emergencial “É tempo de Cuidar” contempla mais de 3400 famílias no Regional NE2

Segunda etapa: Ação Emergencial “É tempo de Cuidar” contempla mais de 3400 famílias no Regional NE2

A ação emergencial chega a segunda etapa com parceria da Cáritas Regional NE2 e a instituição católica alemã Adveniat

Há mais de um ano estamos vivenciando inúmeras restrições impostas pela pandemia, assim, as ações solidárias passaram a ser mais do que atos com entrega de doações. São canais de esperança e solidariedade às famílias em situação de vulnerabilidade social.

Assim, é a ação emergencial “É Tempo de Cuidar” que desde 2020 tem promovido iniciativas solidárias em toda a Rede Cáritas no país. No Regional NE2, com atuação nos estados de AL, PB, PE e RN, a parceria da Adveniat, instituição católica alemã que arrecada fundos junto à população para subsidiar projetos de evangelização e ações pastorais em comunidades mais carentes na América Latina e no Caribe,  chega a sua 2ª edição em 2021, com ações solidárias nestes estados e com cinco entidades membro como responsáveis pelas doações.

Em Alagoas, ao todo 930 famílias em situação de vulnerabilidade foram contempladas.Na capital a Cáritas Arquidiocesana de Maceió doou alimentos, kits de higiene e limpeza a 270 famílias acompanhadas pela Pastoral da Criança, na Comunidade Santa Dulce dos Pobres, no bairro de Chã da Jaqueira. Ainda em Alagoas na Diocese de Palmeira dos Índios através da Cáritas Diocesana de Palmeira dos Índios, 330 famílias carentes em nove paróquias foram contempladas com as doações de cestas de alimentos e materiais de higiene e limpeza. E por fim, na Diocese de Penedo, 330 famílias em situação de vulnerabilidade foram beneficiadas.

“Rendemos graças à Deus pela parceria da Adveniat e Cáritas Regional NE2 que possibilitaram a chegada de alimentos à mesa de famílias carentes atingidas pelos reflexos da pandemia. Que nossa missão como agentes Cáritas, seja cada vez mais fecunda em prol do Reino de Deus juntos aos menos favorecidos de nossa sociedade”, comentou o voluntário Cleyton Lins, da Cáritas Arquidiocesana de Maceió, durante a entrega dos alimentos e kits de higiene e limpeza.

No estado de Pernambuco, ao todo 900 famílias foram contempladas. Na cidade de Nazaré da Mata, a Fundação Monsenhor Petronilo Pedrosa distribuiu 185 cestas de alimentos e kits com materiais de limpeza para catadores e membros da Cooperativa dos catadores do município de Paudalho (PE). Na Diocese de Palmares, a Cáritas Diocesana de Palmares, doou 160 cestas de alimentos e kits de higiene e limpeza, em comunidades rurais do município.

Na capital do Agreste Caruaru, 200 famílias serão contempladas com doações feitas pela Cáritas Diocesana de Caruaru. Em Garanhuns a Cáritas Diocesana de Garanhuns, beneficiou 170 famílias em situação de exclusão.

Na região metropolitana do Recife, a Cáritas Arquidiocesana de Olinda e Recife (AOR) identificou 185 famílias em situação de vulnerabilidade para receber aa doações nas cidades de Itapissuma e Ilha de Itamaracá.

No estado da Paraíba, 800 famílias nas cinco Dioceses foram contempladas; João Pessoa, Cajazeiras, Guarabira, Campina Grande e Patos. Em Campina Grande, a Cáritas Diocesana de Campina Grande beneficiou 160 famílias, cerca de 1.500 pessoas, com a distribuição de cestas de alimentos não perecíveis, além de material de higiene e limpeza.

No Rio Grande do Norte, 780 famílias foram contempladas. Na cidade de Mossoró a Cáritas Diocesana de Mossoró doou 260 cestas de alimentos, além de kits de higiene e limpeza em 16 comunidades da periferia do município. O diferencial das cestas de alimentos ficou por conta dos itens da agricultura familiar, como hortaliças, verduras, etc, adquiridos em parceria com a Rede Xique Xique de comercialização solidária.

O voluntário da Cáritas Paroquial de Ceará-Mirim-RN, Francisco Canindé, conhecido por Chiquito, falou da emoção e alegria em levar comida para a mesa dos mais necessitados e reforçou a importância da ação É Tempo de Cuidar. “ Com o coração feliz venho entregar essas cestas, mas também com o coração muito apertado, por saber que a quantidade ainda é insuficiente para atender toda a população carente da comunidade, mesmo assim, louvo e agradeço à Deus pela oportunidade de levar o pão de cada dia a pessoas que necessitam hoje deste alimento”, finaliza.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *