Notícias

Doações da Campanha do Brinquedo realizada pela Cáritas NE2 contemplam 150 crianças venezuelanas na cidade do Recife

Doações da Campanha do Brinquedo realizada pela Cáritas NE2 contemplam 150 crianças venezuelanas na cidade do Recife

Com o objetivo de promover o espírito da solidariedade, e motivar as pessoas a conhecer a realidade da população migrante refugiada venezuelana na cidade do Recife a Cáritas Brasileira NE2 (CBNE2), em parceria com o Projeto RAFA – Rede De Amor, Fraternidade e Amizade promoveram no mês de outubro a Campanha Doe e faça uma criança feliz – Dona y di um ñino feliz. Com esta iniciativa, 150 crianças venezuelanas e da etnia waraos, de 0 a 13 anos, foram contempladas com doações e comemoraram o dia das crianças de uma forma diferente diante do cenário de pandemia que estamos vivenciando em 2020.

Além dos brinquedos doados, as crianças também receberam kits com doces pipocas e bombons. As embalagens dos brinquedos e montagens dos doces foram realizadas com a ajuda dos voluntários(as), que compareceram na sede da Cáritas e seguiram o Plano de Contingência da Cáritas Brasileira, protocolos de segurança e distanciamento no combate à Covid-19.

 A distribuição ocorreu no dia 31 de outubro, em dois momentos, pela manhã em três casas acompanhadas pela CBNE2, e à tarde na Casa de Direitos, localizada no bloco E da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). A primeira casa localizada no bairro de Santo Amaro, liderada pelos caciques Juan e José, mais de 30 crianças receberam as doações. Ao fim da visita um dos moradores, o ancião António Calderón, 60 anos, apresentou um canto ancestral sagrado do povo Waraos, em agradecimento à presença de todos. Segundo Calderón, “essa música só se canta em momentos muito especiais e alegres, e nós somos um povo festivo”.

A voluntária e fotógrafa, Claudia Jacobvitz, que acompanhou a equipe cáritas na entrega dos brinquedos e fez registros em imagens tem na família uma experiência de migração e recomeço de vida em outro país. Seus avós poloneses, que chegaram ao Recife fugidos da guerra e residiam na área central do Recife bem próxima ao abrigo das famílias waraos, motivaram assim lembranças de sua infância.

“Sempre quis atuar com o social e levar a fotografia como instrumento de inclusão, realizo algumas experiências nessa temática, mas, ao receber o convite para participar da campanha do brinquedo percebi que podia fazer algo a mais. Com crianças podemos realizar um outro olhar sobre a causa, e é o que eu quero demonstrar ao revelar e doar às famílias os registros que fiz”, comenta Claudia.

Encerrando a manhã as duas casas visitadas no bairro dos Coelhos, cerca de 50 crianças receberam as doações. Para David Ramos, educador social do programa de Migração e Refúgio da CBNE2, ” A nossa missão é ajudar os mais vulneráveis, então, em parceria com o Projeto RAFA, e com o Comitê de Imigrantes e instituições do estado, realizamos o acolhimento dessas pessoas. E realizar este momento para nós e gratificante, pois, este gesto para eles faz muita diferença”, declara.

Na parte da tarde, a Casa de Direitos, espaço de acolhida da CBNE2 em convênio com a Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), que tem como objetivo a acolhida,  o atendimento, proteção e integração de imigrantes e refugiados no estado, entregou as doações aos migrantes venezuelanos urbanos que residem na RMR. Para Karla da Fonte, voluntária, que participou desse momento, “experiência incrível poder através de pequenos gestos motivar sorrisos para as crianças. Isso não tem preço”, comenta.

Daniela Florêncio, também voluntária,  e  que  já havia atuado na Casa de Direitos comentou, “estar nesse momento gera sensação de gratidão e de que é possível ajudar não importa o tamanho o gesto,  basta agir” conclui.

O Idealizador do Projeto RAFA, Luiz Marcos, transformou uma perda em uma ação de solidariedade e transformação de vidas. “A campanha do brinquedo surgiu a partir de uma inquietação do que fazer para as crianças venezuelanas no mês das crianças. E ir mais além como a partir dessa ação, atender as famílias que está dentre os objetivos do RAFA, que é fomentar iniciativas voltadas à empregabilidade, empreendedorismo na perspectiva da Economia Solidária, além da assessoria aos migrantes”. Ele finaliza, “a campanha foi além, e com as doações iremos realizar formação e outras atividades com as famílias dessas crianças”.

 As famílias contempladas são assessoradas pelas iniciativas do programa de Migração e Refúgio realizado pela Cáritas Brasileira NE2, assim, as doações além de atender as crianças também serão destinadas as iniciativas do projeto RAFA que integra o programa de Migração da Cáritas e fomenta  iniciativas voltadas à empregabilidade, na perspectiva da Economia Solidária e assessoria aos migrantes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *