Notícias

Diocese de Palmares e Cáritas Regional NE2 promovem inclusão social a famílias na Zona da Mata Sul em Pernambuco

Diocese de Palmares e Cáritas Regional NE2 promovem inclusão social a famílias na Zona da Mata Sul em Pernambuco

A iniciativa teve como objetivo promover o protagonismo social, ofertando de forma gratuita, reforço escolar, aulas de música e educação ambiental na cidade de Palmares

A autonomia e o protagonismo das pessoas nos territórios são o caminho para fomentar projetos populares de sociedade. Neste sentido, e como uma das temáticas estratégicas da Cáritas Regional NE2, em 2020, em parceria com a Diocese de Palmares (PE), e Diocese de Vicenza, na Itália, realizou no município de Água Preta, também em Palmares, o projeto “Mudanças Climáticas e o Cuidado da Casa Comum”.

Atendendo diretamente 90 pessoas, sendo 60 crianças e adolescentes e 30 jovens e adultos, e indiretamente mais de 800 famílias na região, o projeto ofertou cursos gratuitos para desenvolver o gosto pela leitura e cultura através do reforço escolar para crianças e adolescentes da região, assim como, conhecimento musical por meio de aulas de violão e teclado.

Para Maria Rebeca, aluna do projeto, a iniciativa ajudou e incentivou bastante os alunos “Participar do projeto de reforço escolar e de música foi muito bom e proveitoso, nesse momento de pandemia esse projeto nos ajudou e incentivou bastante”, conclui. A aluna, Albani Ferreira dos Santos, reforçou a importância do tema e o cuidado na forma do desenvolvimento do projeto. “Foi um sucesso, muito gratificante e emocionante ver cada uma das crianças e adolescentes participantes, em meio a essa pandemia conquistar esse sucesso”, finaliza.

Já para os adultos, a iniciativa motivou o cultivo de quintais agrícolas em suas  casas de forma sustentável ,como plantio, reuso de materiais, visando o protagonismo social e independência financeira das famílias. O pároco e coordenador Social da Diocese de Palmares, padre Agivaldo Lessa Leão, reforçou a importância do projeto para a inclusão das crianças. “Só temos a agradecer pela vinda do projeto. Ele trouxe às crianças a possibilidade de poder participar dessa escola de música e também deste reforço, ajudando a tirá-las da ociosidade”, declara.

A Secretária Regional da Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2, Neilda Pereira, também reforçou a importância do projeto para a rede e o impacto que ele deixou na vida dos participantes “ as ações desenvolvidas no projeto tem sido uma experiência concreta no cuidado com a casa comum, através das atividades realizadas temos percebido novas perspectivas para crianças, adolescentes e jovens, esperamos que ações como essas motivem os municípios a pensarem e construírem políticas públicas”, conclui.

O perfil da maioria das famílias participantes, era de pessoas ligadas à monocultura da cana de açúcar e de baixa escolaridade, moradores de engenhos no entorno de usinas e com sistemas patriarcais historicamente consolidados na região. O Projeto foi finalizado em dezembro de 2020, e objetivava ao final, criar condições para que as pessoas que o frequentaram saíssem com uma formação humana integral que os levassem a serem sujeitos de sua própria vida e história e tivessem condições de transformar a realidade em que vivem.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *