Notícias

Cáritas Brasileira NE2 e Compassiva firmam parceria para revalidação de diplomas em Pernambuco

Cáritas Brasileira NE2 e Compassiva firmam parceria para revalidação de diplomas em Pernambuco

Migrantes e refugiados ao chegarem no Brasil sonham com oportunidades de trabalho e reconstrução da vida em terras estrangeiras. Muitos possuem graduação técnica, superior, doutorado e  até pós-doutorado, entretanto, a realidade para a grande maioria é que para sobreviver ou manter a  família,  seja qual for a nacionalidade, todos enfrentam dificuldades para encontrar trabalho, especialmente na sua área de formação que, além da burocracia e dos desafios para validação do diploma, também não existe  abertura em algumas situações dos empregadores.

Atualmente revalidar o diploma no Brasil significa enfrentar diversas barreiras burocráticas, como as altas taxas cobradas por algumas universidades, os elevados custos para tradução dos documentos, além das complicações para apresentar todos os comprovantes exigidos.

Diante deste cenário organizações não-governamentais, tem se reunido, e promovido    ações em favor dos irmãos migrantes. Neste sentido, a Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2, organismo da CNBB, e a Compassiva, que atua na temática migrantes e refugiados, firmaram parceria para auxiliar no processo de revalidação dos diplomas de graduação de migrantes venezuelanos (independente de status migratório), e refugiados de qualquer nacionalidade, no estado de Pernambuco.

Na  parceria  a Casa de Direitos, espaço de acolhida, proteção e integração de imigrantes e refugiados em Recife, conduzido pela Cáritas Nordeste 2, será o ponto focal responsável por receber e encaminhar os documentos  para revalidação dos diplomas para a Compassiva. O sucesso na realização do Mutirão de Atendimento para Revalidação de Diplomas de Graduação, promovido pelas organizações, nos dias 10 e 11 de março, em Recife, consolidou esta parceria. Ao todo 58 atendimentos foram realizados e as documentações encaminhadas pela Compassiva para análise das universidades.

Para Neilda Pereira, secretária regional da Cáritas Brasileira, “ iniciamos a parceria com o mutirão aqui em Pernambuco, mas queremos ampliar para os outros estados em que atuamos,  como a  Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte, e  também desenvolvemos  ações com migrantes e refugiados, uma vez que a temática está entre as nossas linhas de atuação”, comenta.

Segundo Camila Suemi, coordenadora do Projeto Nacional de Revalidação de Diploma de Refugiados da Compassiva. “Estamos felizes e realizados com a parceria, e  todo o processo para a construção do mutirão de atendimento. Do acolhimento a estrutura montada pela Cáritas, passando pela disponibilidade da equipe, além da  participação da academia ( Unicap), só reforça que  parcerias assim fazem toda a diferença no resultado das ações”, finalizou.

A Compassiva é responsável por todas as despesas para a revalidação dos diplomas,  onde dará entrada nos processos de revalidação, e a Cáritas irá acompanhar os encaminhamentos que podem durar até  1 ano e meio. Para revalidar o diploma, é preciso ter em mãos o diploma original, o histórico escolar e o conteúdo programático. Os documentos são enviados a uma universidade pública (estadual ou federal) junto com a tradução juramentada, que pode chegar a custar mais de R$ 20 mil (um processo).

A Casa de Direitos, está localizada na Rua do Príncipe, 576, Boa Vista- Recife. Informações através do email, casadedireitos.pe@caritas.org.br.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *