Notícias

Cáritas Brasileira NE2 avança em Implementação de Unidades Demonstrativas Territoriais (UDTs) nos quatro Estados de atuação

Cáritas Brasileira NE2 avança em Implementação de Unidades Demonstrativas Territoriais (UDTs) nos quatro Estados de atuação

O Projeto Promoção e Defesa de Direitos na perspectiva da construção de sociedades do Bem Viver tem executado, nos estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, ações ligadas ao desenvolvimento de métodos agrícolas sustentáveis, através da implementação das Unidades Demonstrativas Territoriais (UDTs). Essas unidades têm como objetivo o fortalecimento das experiências comunitárias em torno da produção agroecológica, da convivência com o semiárido e da segurança alimentar e nutricional, constando em sua implementação a tecnologia social do biodigestor familiar, de um canteiro econômico e um de casal de animas de pequeno porte. As Unidades Demonstrativas Territoriais fazem parte do terceiro objetivo do projeto, executado pela Cáritas Regional Nordeste 2 em parceria com instituição católica alemã, Misereor.

Nos meses de outubro e novembro, as comunidades estão recebendo a visita do articulador pedagógico da Cáritas Regional Nordeste 2, Israel Santiago, para retomar ações ligadas a implementação das UDTs que foram paralisadas por conta da pandemia da Covid-19. Nas comunidades de Serra das Pias e Serra Bonita, no município alagoano de Palmeira dos Índios, as famílias já tinham realizado a escavação do buraco para o biodigestor desde o início do ano, e estavam ansiosas para a retomada do projeto. “ Estamos encaminhando a execução do projeto, nos municípios de Alagoas temos esse objetivo da implementação de pelo menos uma unidade, as famílias estão prontas e colaborando para que o projeto dê certo. Nossa expectativa é que até o final do ano, todos os estados acompanhados tenham uma UDT implementada ou em implementação”, reforçou Israel.

Além de Palmeira dos Índios, em Alagoas, as unidades demonstrativas também serão implementadas no município de Maravilha.  O projeto executa ainda atividades ligadas às UDTs nos municípios de Casserengue e Cacimba de Dentro, na Paraíba; Lagoa Nova e Equador, no Rio Grande do Norte; e Garanhuns e Palmares, em Pernambuco.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *